Notícias

  • Bancada do PT apresenta votos de louvor à UFPR pelo desenvolvimento de vacina contra a Covid-19


    A bancada do PT na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) protocolou nesta quarta-feira (28) requerimento de Votos de Louvor com Menção Honrosa à Universidade Federal do Paraná na pessoa do seu Reitor, Professor Ricardo Fonseca, pelo empenho da equipe de pesquisadores da instituição no desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19. O imunizante está em fase de testes e já apontou a produção de anticorpos em estudos na fase pré-clínica. A conclusão do projeto deverá garantir ao Paraná e ao Brasil a independência frente aos laboratórios estrangeiros.

    “Desenvolvida com insumos 100% nacionais, cujos componentes são produzidos pela indústria brasileira, a produção da vacina deverá atender a alta demanda sem risco de escassez, uma vez que a tecnologia é integralmente desenvolvida pela UFPR”, diz o documento.

    A moção destaca ainda que a iniciativa dos cientistas é de extrema importância no momento que as instituições públicas atravessam período de dificuldades em função da visão negacionista e obscurantista e de ataques à autonomia e à democracia universitária por parte do governo federal.

    Para o líder da bancada, deputado Tadeu Veneri, a produção de um imunizante integralmente nacional é uma conquista que deve ter a contribuição de todos os setores. “A criação de uma vacina nacional vai significar que poderemos deixar essa situação gravíssima que vivemos agora. Faltam vacinas no país e quem tem à venda são as grandes farmacêuticas”, disse. Veneri ressaltou a atuação das universidades públicas no desenvolvimento da ciência no Brasil. “Até onde sei, as universidades públicas são as únicas que fazem pesquisas neste país”, argumentou.

    De acordo com a equipe de pesquisadores da UFPR, a vacina poderá ter testes clínicos em seis meses e o custo de produção previsto é de um terço do valor de um imunizante importado. A pesquisa da vacina contra a Covid-19, de acordo com a universidade, também pode ajudar no desenvolvimento de vacinas contra  outrasdoenças, como a dengue e a leishmaniose.

    Matéria da assessoria de imprensa da Liderança da Bancada do PT