Notícias

  • Veneri vê necessidade de mais participação da população no debate sobre pedágio

    Veneri vê necessidade de mais participação da população no debate sobre pedágio

    Em discurso na sessão plenária desta segunda-feira (22), o deputado Tadeu Veneri, líder do PT na Assembleia Legislativa, defendeu a participação mais efetiva dos movimentos sociais e da sociedade em geral nas audiências públicas realizadas pela Frente Parlamentar do Pedágio para debater o novo modelo proposto pelo Governo Federal para as novas concessões das rodovias paranaenses. Para o deputado, os setores organizados da população precisam se envolver neste debate que terá impacto para todos os paranaenses.

    “Eu venho acompanhando as reuniões de forma on-line a respeito do pedágio e me parece que há uma conclusão com relação ao debate sobre os pedágios e a nova forma pretendida: ou por outorga, conforme o governo federal tem insistido, ou por menor preço, que tem sido defendido pelos deputados e pelos participantes de forma geral. A pergunta que faço é: se todos os parlamentares são contrários, quem é favorável a essa proposta? Se todas as entidades que têm se manifestado são contrárias, quem é favorável?”, questionou Veneri.

    “Eu creio que talvez nos falte nesse momento a participação da população de forma mais efetiva. Não vejo, por exemplo, a participação das Centrais Sindicais, da Igreja, não vejo parte importante do Movimentos dos Sem Teto, do Movimento Sem Terra (MST). Essas pessoas serão impactadas por aquilo que for decidido no caso da nova concessão dessas rodovias”, avaliou.

    Veneri cobrou do governo do Estado que se manifeste sobre o tema e disse que o governador não pode “entrar no jogo” apenas no momento que lhe convém.

    “O governo do Paraná precisa se manifestar publicamente sobre essa proposta de concessões de novas rodovias. O governador precisa se posicionar de forma clara. Ele não pode esperar o melhor momento, o que lhe convém para se posicionar. Ficar nesse processo esperando a melhor hora de entrar no jogo é muito ruim e quem perde são os paranaenses”, disse Veneri.

    “Não podemos nos iludir. Em última análise quem vai pagar por isso é o contribuinte. As praças de pedágio vão encarecer o transporte de produtos e elevar os preços dos produtos. Isso vai interferir na geração de empregos e na economia dos municípios”, concluiu.