Notícias

  • Veneri defende readmissão de trabalhadores como única saída possível na crise com a Renault

    Veneri defende readmissão de trabalhadores como única saída possível na crise com a Renault

    Em audiência pública sobre as dispensas na Renault, realizada de forma remota nesta manhã de sexta-feira, o deputado Tadeu Veneri defendeu a readmissão dos trabalhadores como a única solução possível a ser negociada pela empresa e sindicatos. “Nós precisamos de saídas reais. E toda a negociação tem que ter como princípio a readmissão dos trabalhadores”, afirmou o deputado.

    Alegando prejuízos econômicos com a pandemia de coronavírus, a empresa francesa demitiu 747 trabalhadores. A Renault está instalada em São José dos Pinhais desde 1997 e recebeu inúmeros incentivos estatais. A audiência pública, proposta pelo deputado Arilson Chiorato (PT), deliberou pela criação de uma comissão formada por representantes da empresa, dos sindicatos de trabalhadores envolvidos, do Governo do Paraná e da Assembleia Legislativa para mediar uma solução.

    Líder do PT na Alep, o deputado Tadeu Veneri destacou a importância da mobilização para reverter a demissão em massa realizada pela empresa. Veneri afirmou ainda que a paralisação dos trabalhadores é fundamental para que a Renault ouça a categoria.“A Renault tem mais de 5 mil trabalhadores diretos, mas não podemos pensar que num período difícil como esse haja demissão em massa e as coisas fiquem como estão. Precisamos encontrar uma solução rápida. A greve é uma paralisação necessária e talvez a única forma de fazer com a empresa ouça os trabalhadores. Espero, a partir dessa audiência, que encontremos saídas efetivas. Os trabalhadores precisam ser readmitidos. Na Assembleia Legislativa podemos fazer o meio de campo e, se não houver determinação do Poder Executivo, do Ministério Público, do Tribunal de Justiça para reintegração por ter ocorrido descumprimento da legislação, ficaremos apenas nas boas intenções”, destacou.

    Além de parlamentares estaduais e federais, participaram da audiência pública Iraci Borges, representando o jurídico do Sindicato dos Metalúrgicos, Mauro Rochembach, representante da Secretaria de Segurança e Justiça do Paraná, Dr. Joaquim Ferraz Martins Filho, representante do  departamento jjurídico da Renault, Marcus Vinicius Aguiar, da Renault, Nelson Silva de Souza, representante do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Márcio Keller, presidente da CUT-PR, Sérgio Butka, presidente da Força Sindical do Paraná, Ezequiel Romão Pereira, representante dos trabalhadores da Renault, Dr. Alberto Emiliano, representante da Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região, Dr. Célio Horst Waldraff, vice-presidente do tribunal Regional do Trabalho 9ª Região, Paulo Opuszka, professor de Direito da Universidade Federal do Paraná e Ângelo Vanhoni, presidente do Diretório Municipal do PT de Curitiba.

    Assessoria de imprensa do mandato e da bancada do PT