Notícias

  • Governo fatia BB para privatizar por dentro, denuncia Veneri

    Governo fatia BB para privatizar por dentro, denuncia Veneri

    O deputado Tadeu Veneri alertou sobre a privatização do Banco do Brasil que já está ocorrendo em forma de fatiamento da empresa. Veneri questionou a venda da carteira de crédito do BB para o BTG Pactual, instituição criada na década de 80, pelo ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo guedes. 

    É a primeira vez que o BB transfere uma carteira para um banco privado. A carteira cedida tem valor contábil de R$ 2,9 bilhões, mas foi vendida por R$ 370 milhões. Para Veneri, é uma operação suspeita tal como a sinalização da privatização da Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliário (BB-DVTM), com patrimônio de R$ 700 bilhões.

    “O processo está sendo feito de forma fatiada. Não vende a empresa como um todo, mas aos pedaços. Funcionários e empresários do setor produtivo deveriam se mobilizar para barrar essa sandice. O ministro da Economia é um homem com origem num banco privado, defensor de interesses privados e avisou que trabalharia intensamente para privatizar o BB”, disse Veneri.

    Ex-funcionário do Banco do Brasil, Veneri disse que a privatização da instituição é um crime contra o patrimônio do país. “O BB é base do desenvolvimento do país. Tem agências na maioria das cidades do país. Isso não pode passar despercebido da população brasileira. Essa política do “passa a boiada”do governo Bolsonaro não pode continuar”, afirmou.