Notícias

  • Veneri questiona proposta do governo de prorrogar mandato de diretores de escolas

    Veneri questiona proposta do governo de prorrogar mandato de diretores de escolas

    O deputado estadual Tadeu Veneri pediu vistas ao projeto do Governo do Estado, que prorroga por mais um ano os mandatos dos atuais diretores e diretores auxiliares das escolas da rede estadual de educação básica. A proposta começou a ser debatida na Comissão de Constituição e Justiça nesta terça-feira (29).

    A eleição para a direção das escolas, em que votam alunos, professores e os pais e mães de estudantes, deveria ser realizada entre novembro e dezembro deste ano. O governo alega que não conseguiu oferecer o curso de gestão escolar para os candidatos, uma das exigências para disputar a eleição. A justificativa é que a paralisação dos professores em junho deste ano atrapalhou o calendário do curso.

    O mandato dos diretores é de quatro anos, com revalidação no final do segundo ano. Segundo o projeto, os diretores devem permanecer na função até dezembro de 2020. Veneri questiona a prorrogação por entender que a coincidência entre a eleição da comunidade escolar e as eleições municipais deveriam ocorrer em anos diferentes para não haver interferências no processo nas escolas.

    “No meu entendimento, quando nós aprovamos em 2013 e em 2015, o projeto que estabelece em dois anos o mandato de diretores, prorrogáveis por mais dois, nós escolhemos anos ímpares para que não houvesse coincidência com as eleições parlamentares. Porque eu entendo que as eleições de deputados, vereadores e prefeitos acabam contaminando o processo”, observou.