Notícias

  • Veneri cobra esclarecimento de mortes de jovens no Parolin

    Veneri cobra esclarecimento de mortes de jovens no Parolin

    O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa, deputado estadual Tadeu Veneri , disse nesta terça-feira, 1º , que é necessário esclarecer as circunstâncias da morte dos quatro jovens no bairro Parolin, em Curitiba, durante uma operação policial, no sábado passado. “Não vamos antecipar julgamentos. Precisamos, sim, dar uma resposta para a sociedade sobre o que realmente ocorreu”, destacou.

    Veneri participou de uma reunião no Ministério Público Estadual com o comandante da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, e os familiares de Eduardo, Elias, Gustavo e Felipe, que solicitaram a apuração do caso. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) já está investigando. Na mesma reunião, estiveram representantes da Defensoria Pública, Câmara Municipal, Ordem dos Advogados do Brasil- seção Paraná, e do movimento Advogados pela Democracia.

    Para o deputado, entre as versões, é preciso buscar a verdade. Há quem diga que os rapazes foram mortos ao reagir a abordagem policial e que estavam num carro roubado. E outras testemunhas afirmam que eles já estavam detidos quando foram alvejados pela polícia. “Não podemos conviver com as duas versões. Precisamos que haja uma investigação profunda”, disse.

    O procurador de Justiça Olympio de Sá Sotto Maior Neto, coordenador do Centro de Apoio às Operações de Proteção aos Direitos Humanos, foi o organizador da reunião desta tarde. Será realizada nos próximos dias uma nova reunião para tratar de outros casos em que houve o envolvimento de agentes públicos em mortes com características de execução.