Notícias

  • Veneri critica privatizações anunciadas pelo governo do Paraná

    Veneri critica privatizações anunciadas pelo governo do Paraná

    Por meio de Parcerias Público Privadas ou concessões, o governador Ratinho Junior (PSD) está planejando transferir uma extensa parcela de serviços do Estado à iniciativa privada. No plano de terceirização de Ratinho Junior estão segurança pública, saúde, administração e transportes. “Vai chegar uma hora que o estado não será mais público e estará sob controle total da iniciativa privada”, criticou o deputado Tadeu Veneri.

    Com uma mudança aqui e outra ali, o governador Ratinho Junior (PSD) está recriando o programa Tudo Aqui, do ex-governador Beto Richa, que transferia à iniciativa privadaa instalação e operação de nove serviços de atendimento ao cidadão no Paraná. Nosso mandato entrou com ação judicial contra este projeto, que acabou engavetado pelo ex-governador. A ideia do governo era criar centrais de serviços públicos em sete cidades. Seriam seis postos de atendimento na capital e seis espalhados pelo interior. Neles, seriam oferecidos até 85 serviços diferentes, como é feito nas Ruas da Cidadania de Curitiba, mas gerenciados pela iniciativa privada que assumiria serviços essenciais do Estado.

    Além das centrais de atendimento, o atual governador do Paraná anunciou parcerias privadas para a construção e gestão da Penitenciária Industrial de Piraquara,construção e administração de pátios de veículos que atualmente são geridos pelo Detran. O custo inicial estimado pelo governo para iniciar os estudos destes 3 projetos é de R$ 630 milhões.

    No caso do Parque Estadual de Vila Velha, trata-se de uma concessão para o setor privado. O Parque é o primeiro na lista das unidades de conservação ambiental do Estado que serão objeto de concessão. Recentemente, o governo aprovou lei na Assembleia Legislativa permitindo a concessão e exploração de áreas públicas localizadas áreas de proteção integral e de sustentabilidade no Paraná.

    O edital de concorrência para a exploração do parque já foi publicado e prevê que o ganhador poderá explorar a área por 30 anos. Há projetos de PPPs em análise na área de segurança pública em Piraquara e em outros municípios (Campo Mourão, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Guaíra, Londrina, Umuarama e Laranjeiras).
    O governo também anunciou que também estão em análise técnica os trechos de ferrovias entre Maracaju (MS) - Paranaguá – Foz do Iguaçu. Na área de saúde, o projeto mais avançado seria o do Hospital da PM, em Curitiba.