Notícias

  • Pato Branco debate violência contra a mulher

    Pato Branco debate violência contra a mulher

    O assassinato de mulheres em razão do gênero passou a ser considerado homicídio qualificado e crime hediondo a partir de 2015. A cada dia, os casos aumentam em nosso país, estado e nos municípios. Em Pato Branco, no Sudoeste do Paraná, o tema será debatido em audiência pública que será realizada na próxima sexta-feira, 23, pela Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual Tadeu Veneri (PT), e o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos Humanos da Mulher, com  apoio da Comissão da Mulher Advogada de Pato Branco.

    Em 2018, 61 casos de feminicídio foram registrados no Paraná, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública. Na audiência, vamos discutir os índices de violência doméstica no município, as políticas públicas desenvolvidas e os mecanismos de combate à violência.

    Veneri destaca que a violência contra mulheres é uma das muitas formas de violação dos seus direitos humanos, pois ameaça a vida, saúde e integridade física.

    Uma das reivindicações da comunidade é a implantação da Casa de Apoio à Mulher Vítima de Violência Doméstica. O projeto depende de apoio do governo do Paraná. A audiência começa às 19 horas, na Câmara Municipal de Pato Branco.