Notícias

  • Veneri se recusa a participar de homenagem à Damares

    Veneri se recusa a participar de homenagem à Damares

    O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa, deputado Tadeu Veneri , retirou-se da sessão em homenagem à ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que recebeu o título de Cidadã Benemérita do Paraná. “O fascismo não se homenageia. O fascismo se combate”, disse Veneri.

    Ele disse à ministra que não se sentia à vontade em participar de uma sessão em que se homenageia a representante de um governo que tem uma concepção de direitos humanos muito diferente daquela que acredita. Veneri votou contra a proposta de concessão do título à Damares por entender que as ações deste governo na área de direitos humanos não podem ser respaldadas por uma sociedade democrática.

    As exonerações promovidas pelo presidente da República na Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos, assim como suas declarações retratando as vítimas da violência da ditadura militar como “terroristas”, e suas pregações contra os direitos das minorias não podem ser legitimados no parlamento, disse Veneri.