Notícias

  • Veneri pede demissão de Secretário de Educação

    Veneri pede demissão de Secretário de Educação
    Servidores mobilizados nas galerias Foto: Isabella Lanave

    “Poucas vezes, vimos um secretário de Educação tão incompetente quanto Renato Feder. Não sei aonde foram buscar esse cidadão. Mas, ainda está em tempo de mandá-lo de volta”. A afirmação é do deputado estadual Tadeu Veneri (PT), líder da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa, ao abordar nesta segunda-feira, 8, o tratamento dado a Feder ao movimento dos professores e servidores que lutam pela reposição salarial, suspensa desde 2016.

    Veneri criticou a posição do secretário de mandar cortar o ponto dos professores e funcionários e convocar os estudantes para retornar às escolas, mesmo quando não há professores e funcionários nos estabelecimentos. “É um irresponsável. Se os servidores estão em greve, onde vão ficar essas crianças, na rua, ou no gabinete do Feder?”, questionou o deputado.

    Empresário paulista, o secretário não tem tato para lidar com a educação, afirmou Veneri. “É um empresário que entende bastante de vendas. Será que ele pensa que vai vender a educação no Paraná? Antes que isto aconteça, acho que ele deveria ser exonerado pelo bem do serviço público”, criticou Veneri.

    Os servidores da educação e de várias áreas do Poder Executivo estão em greve desde a semana passada. As categorias rejeitam a proposta encaminhada à Assembleia Legislativa, em que o governo oferece 0,5% de reposição este ano e parcela 4,76% até 2022.