Notícias

  • Veneri cobra do Incra solução para drama de famílias de posseiros do Alecrim

    Um ano e três meses depois, as famílias da comunidade de posseiros Alecrim, no município de Pinhão, ainda esperam uma solução para o drama que começou em 1º de dezembro de 2017, quando foram despejados de suas casas. A ação, autorizada pela Justiça a pedido da Indústria Madeireira Zattar, destruiu a escola, a igreja e outros equipamentos da comunidade. Na sessão desta terça-feira, 26, o deputado Tadeu Veneri cobrou da direção do Incra uma solução definitiva para as dezesseis famílias que vivem e trabalham nos 290 hectares da comunidade.

    As famílias voltaram a viver na área e estão reconstruindo suas vidas, mas o impasse ainda não foi resolvido, apesar das negociações. “Muitas promessas depois e nenhuma solução. É preciso que o Incra resolva essa situação”, disse Veneri, lembrando que nova ordem de despejo está em aberto, ameaçando novamente a comunidade.