Notícias

  • O calote tem que ser interrompido, diz Veneri

    O calote tem que ser interrompido, diz Veneri
    Servidores protestam na AL - Foto: Isabella Lanave

    Temos que interromper esse calote que começou com o ex-governador e continua agora com a atual governadora, disse nesta terça-feira, 26, o deputado estadual Tadeu Veneri após participar da discussão de um acordo adiando para a próxima semana a votação das propostas de reposição salarial dos servidores públicos. Veneri pediu vistas na Comissão de Constituição e Justiça ao projeto do governo que limita a 1% a reposição das perdas salariais dos servidores do Poder Executivo, enquanto a proposta para os funcionários dos Poderes Legislativo e Judiciário é de 2,76%, relativos à inflação de 2017.

    Os servidores do Executivo estão com os salários congelados há dois anos e não podem continuar pagando pelos erros da administração  de Beto Richa e Cida Borghetti, afirmou Veneri. O projeto para os servidores do Executivo não prevê a correção das gratificações que compõem os salários e também não é retroativo à data-base do mês de maio.

    O pedido de vistas foi solicitado pelo Fórum Estadual dos Servidores (FES), que têm a expectativa de fazer com que o governo reveja a posição e reponha pelo menos a inflação de 2017 para os funcionários do Poder Executivo.