Notícias

  • Em depoimento, delator diz que ex-governador deu sinal verde para desvio de verbas das escolas

    Em pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 15, o deputado estadual Tadeu Veneri classificou como “graves e preocupantes” as gravações vazadas do depoimento de Eduardo Lopes de Souza, dono da construtora Valor, investigada na operação Quadro Negro. Em delação feita em Brasília, homologada pelo Supremo Tribunal Federal, Lopes de Souza relata que o ex-governador Beto Richa (PSDB) teria dado sinal verde para que houvesse o desvio de recursos destinados a obras nas escolas para campanhas eleitorais dele, familiares e aliados.

    “É claro que todas estas denúncias deverão ser comprovadas, mas a população merece uma explicação dos envolvidos pois os fatos descritos por esse delator são muito graves”, disse Veneri.

    A delação cita ainda deputados estaduais, a atual governadora, Cida Borghetti, o marido dela, Ricardo Barros, o filho de Beto Richa, Marcelo, o irmão de Beto e ex-secretário, Pepe Richa, além do ex-secretário da Casa Civil Valdir Rossoni. De acordo com o dono da Valor, todos foram ou seriam beneficiados com os recursos desviados da construção e reforma de escolas.