Notícias

  • Fórum aprova documento defendendo água e saneamento acessíveis a toda a população do PR

    Fórum aprova documento defendendo água e saneamento acessíveis a toda a população do PR

    O Fórum Alternativo Mundial da Água, que reuniu cerca de 7 mil pessoas por cinco dias em Brasília, aprovou documento defendendo a água como um bem público que deve ficar a salvo dos interesses das grandes corporações privadas, que querem transformá-la em fonte de lucros. O Brasil concentra 12% de toda a água doce do mundo e é o maior detentor deste recurso natural. 

    Por outro lado, mais de 48 milhões de brasileiros ainda são afetados por secas e estiagens e outras 34 milhões de pessoas não têm acesso à rede de abastecimento de água potável, segundo dados do relatório de Conjuntura de Recursos Hídricos da Agência Nacional das Águas.

     ”Reafirmamos que as diversas lutas em defesas das águas dizem em alto e bom som que água não é e nem pode ser mercadoria. Não é recurso a ser apropriado, explorado e destruído para bom rendimento dos negócios. Água é um bem comum e deve ser preservada e gerida pelos povos para as necessidades da vida, garantindo sua reprodução e perpetuação”, afirma o documento assinados por trinta e seis organizações.

    Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa, o deputado Tadeu Veneri (PT) participou do Fórum e ajudou no debate para a elaboração do Manifesto pelas Águas do Paraná. O manifesto paranaense faz várias postulações aos governos federal e estadual. Entre elas, acriação e funcionamento de fato do Fórum Estadual de Comitês de Bacias Hidrográficas com atividades participativas. O Paraná é o único estado sem fórum de comitês de bacias, diz o documento.

    Para Veneri, um dos principais eixos do debate sobre a água no Paraná é recuperar o caráter público da Sanepar, que está sob o domínio do capital privado. “Somente com o retorno do controle público sobre a Sanepar poderemos ter o acesso de todos à água e qualidade nos serviços de distribuição e saneamento”, disse.

    Veja no link a íntegra do Manifesto do Paraná