Notícias

  • Veneri defende mudança de edital que levou professores PSS a ocupar Palácio Iguaçu

    Veneri defende mudança de edital que levou professores PSS a ocupar Palácio Iguaçu
    Foto: Liderança do PT

    O deputado Tadeu Veneri (PT) manifestou apoio ao grupo de professores do Processo Seletivo Simplificado (PSS) que ocupou o saguão do Palácio Iguaçu na manhã desta segunda-feira, 18, em protesto contra o edital previsto para 2018 que reduz em 13,35% os valores pagos aos professores contratados por este regime. Veneri esteve no Palácio Iguaçu conversando com os professores que pedem a revogação da medida e, após ocuparem o hall, obtiveram a criação de um grupo de trabalho para debater modificação no edital.
    Na sexta-feira, o governo publicou o edital regulamentando a contratação de professores pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS) que, conforme estimativas, pode chegar a um corte de R$ 800 no salário. Para Veneri, os professores estão bancando as mágicas contábeis que o governador mostra em suas propagandas exibidas nos meios de comunicação. Os professores e servidores do Executivo não têm reposição de inflação desde 2015, perderam parte da hora-atividade e, agora, o governador pune os trabalhadores de contrato temporário.
    “Precisamos saber para onde estão indo os recursos retirados das escolas e da comunidade da educação? Nosso temor é que tenham o mesmo destino investigado na Operação Quadro Negro”, afirmou o deputado.. No edital, o professor de nível superior irá receber R$ 13, 6 por hora, contra R$ 15,73% pagos este ano.