Notícias

  • Redução de salários dos professores PSS mostra desprezo com a educação pública

    Redução de salários dos professores PSS mostra desprezo com a educação pública

    O governo publicou o edital regulamentando a contratação de professores pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS). O salário foi reduzido em 13,35%, conforme os valores publicados no edital. ‘”Mais uma vez, o atual governador do Paraná expressa seu desprezo pela educação pública e seus trabalhadores”, disse o deputado estadual Tadeu Veneri (PT), líder da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa.

    Para Veneri, os professores estão bancando as mágicas contábeis que o governador mostra em suas propagandas exibidas nos meios de comunicação. Os professores e servidores do Executivo não têm reposição de inflação desde 2015, perderam parte da hora-atividade e, agora, o governador pune os trabalhadores de contrato temporário.

    “Precisamos saber para onde estão indo os recursos retirados das escolas e da comunidade da educação? Nosso temor é que tenham o mesmo destino investigado na Operação Quadro Negro”, afirmou o deputado.

    As inscrições para se habilitar às aulas começam em 2 de janeiro. No edital, o professor de nível superior irá receber R$ 13, 6 por hora, contra R$ 15,73% pagos este ano. Veja a tabela publicada no edital:

    O salário será equivalente ao valor determinado pela Comissão de Política Salarial, amparado no disposto no Art 8.º, alínea II da Lei Complementar n.º 108, de 2005:

    Nível superior (LP): R$13,6396 (treze reais e sessenta e três centavos) por hora, para detentores de curso superior completo;

    Licenciatura curta (LC): R$ 11,7980 (onze reais e setenta e nove centavos) por hora, para detentores de curso superior com licenciatura curta;

    Acadêmicos (SL): R$ 11,0115 (onze reais e um centavo) por hora, para acadêmicos de primeira graduação e detentores de ensino médio.

    Auxílio transporte de R$ 4,5890 (quatro reais e cinquenta e oito centavos) por hora, para todos os vencimentos.