Notícias

  • Governo do PR corta alimentação de servidores em hospitais

    Governo do PR corta alimentação de servidores em hospitais

    O líder da bancada de oposição, deputado Tadeu Veneri (PT), questionou na sessão desta quarta-feira, 25, a decisão da Secretaria de Saúde de proibir o fornecimento de alimentação nos hospitais e ambulatórios para os servidores efetivos com carga horária de até oito horas diárias, assim como para funcionários terceirizados e estagiários. Veneri cobrou explicações do governo para a medida, que penaliza milhares de servidores em todo o Estado.

    Os servidores também estão impedidos de levar marmitas para se alimentar no local de trabalho ou usar as instalações para produzir as refeições. “Eu acho que estão fazendo um grande acordo com os fornecedores de refeições. O governo está terceirizando todo este setor nos hospitais e as empresas devem estar fazendo bons negócios”, disse Veneri.

    O deputado destacou que muitos equipamentos de saúde estão distantes de restaurantes e lanchonetes e que os servidores ficam sem opção para se alimentar. “Não entendemos por que o Estado está punindo os servidores. Qual o problema em permitir aos servidores que se sirvam do alimento feito dentro desses hospitais por equipes de funcionários? “, protestou.