Biografia

Quem é Tadeu Veneri

O deputado estadual Tadeu Veneri foi eleito com 69.320 votos para um novo mandato na Assembleia Legislativa na eleição de 2018. Veneri foi o segundo deputado estadual mais votado em Curitiba e o sétimo entre os 54 deputados estaduais. Esta eleição foi resultado de um trabalho que se desenvolve no parlamente desde 1985, quando assumiu uma cadeira de vereador em Curitiba.

Veneri foi indicado para ser o líder da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa. Também é o representante da bancada do PT na Comissão de Constituição e Justiça, que recebe todos os projetos que tramitam na Assembleia Legislativa, de iniciativa de todos os Poderes. Veneri participa também das Comissões de Direitos Humanos, de Cultura e de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais.

O primeiro mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa foi em 2003, tendo sido reeleito em 2006, 2010 e 2014. Veneri é filiado ao PT desde 1988. Ele integra a corrente interna do PT, Militância Socialista. Em 2016, Veneri concorreu à prefeitura de Curitiba pelo PT.

Filho e neto de ferroviários, Tadeu Veneri nasceu em União da Vitória e mudou-se em 1972, para trabalhar em Curitiba. Em 1974, começou a estudar Psicologia, na Universidade Católica do Paraná e Universidade Federal do Paraná.

Ex-funcionário do Banco do Brasil, Veneri começou sua militância política no movimento sindical. Seus mandatos parlamentares foram construídos nas lutas populares e sindicais e no compromisso com a defesa da classe trabalhadora. Ele atuou em todo o estado, na década de 70, ajudando na organização dos trabalhadores e na construção da oposição sindical dos bancários em vários municípios do interior.

Desde o início desta caminhada, como trabalhador envolvido com a organização sindical dos bancários, até a chegada ao parlamento, passando pela candidatura a prefeito de Curitiba em 2016, a trajetória de Veneri foi marcada pela defesa do interesse público, dos direitos sociais, do respeito às minorias e de uma sociedade igualitária, onde o Estado possa funcionar em benefício de todos e não apenas de uns poucos.

Leal aqueles a quem representa e aos princípios éticos exigidos de todos que são eleitos pelo voto popular, em sua tarefa política, Veneri confronta os intocáveis e seus privilégios. Com a ousadia e a coragem naturais de quem pratica o que prega, Veneri desafia a ordem estabelecida por aqueles que acham que são donos do Estado e atuam para dele tirar proveito.

Em seus mandatos, Veneri tem enfrentado interesses corporativos, grupos econômicos e consórcios políticos que dominam a Assembleia Legislativa. E se coloca ao lado da maioria que precisa dos serviços públicos e junto com aqueles que não desistem de lutar por seus direitos.


Veja a atuação de Veneri

No parlamento e fora dele, nos movimentos social e sindical, a atuação de Veneri foi marcada pela coragem na defesa do interesse coletivo e na transparência no uso dos recursos públicos.

- Lutou pelo fim do pagamento de jetons por sessões extraordinárias;
- Foi o primeiro a identificar os carros de uso do gabinete, forçando a extinção da frota de veículos oficiais para deputados;
- Incluiu no Regimento Interno da Assembleia Legislativa fim o pagamento de jetons por sessões extraordinárias;
- Único deputado a recusar o salário extra de R$ 19 mil que a Assembleia pagou na convocação extraordinária realizada em janeiro de 2007;
- Único deputado a votar contra a aposentadoria especial dos deputados na primeira vez em que o tema foi a plenário;
- Foi um dos autores da Lei 16.595/2010, obrigando todos os Poderes a publicar as despesas no Diário Oficial do Estado;
- Votou contra a concessão do “auxílio-livro”, por meio do qual juízes e desembargadores pretendiam reembolsar até R$ 3 mil por ano na compra de livros, softwares e outras obras jurídicas;
- Votou contra o pagamento de auxílio-moradia aos juízes e desembargadores.


Fiscalização

Líder da bancada de oposição ao governo na Assembleia Legislativa, Veneri não deu trégua ao governo estadual.

- Relator da CPI da Copel, que revelou um gigantesco esquema de desvios de recursos da empresa de energia do Paraná;
- Denunciou e impediu que o governo do Paraná gastasse quase R$ 3 bilhões no Programa Tudo Aqui, que privatizava o atendimento ao público no Estado;
- Denunciou as negociatas com ações da Copel e Sanepar que beneficiaram interesses de grupos privados.


Projetos e leis

Autor da Proposta de Emenda Constitucional proibindo o nepotismo na esfera dos três Poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário, incluindo Ministério Público e Tribunal de Contas.

- É autor da lei que garantiu transporte gratuito para deficientes, doentes crônicos e acompanhantes;
- Foi um dos mais ativos parlamentares na discussão e aprovação do plano de carreira dos professores estaduais;
- Autor de lei que amplia a concessão da pensão mensal de um salário mínimo, e, aos portadores de hanseníase;
- Autor do projeto que pune atos de assédio moral no serviço público;
- Como presidente da Comissão de Direitos Humanos, foi o deputado que mais lutou dentro e fora da Assembleia Legislativa pela criação da Defensoria Pública do Paraná;
- Autor do projeto que obriga o governo a divulgar gastos com voos oficiais e informar os roteiros de viagem;
- Autor do projeto que proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos nas lavouras do Paraná;
- Liderou as frentes parlamentares em defesa dos bancos públicos, contra o desmonte da Petrobrás e para debater a situação dos atingidos por barragens.